Blog do Leandro Noleto

sexta-feira, 25 de janeiro de 2019

"SÃO JOÃO DOS PATOS PRECISA DA MINHA CONTRIBUIÇÃO", AFIRMA SECRETÁRIA ELIZAMAR LIMA SÁ EM ENTREVISTA EXCLUSIVA AO BLOG DO LEANDRO NOLETO

Recém empossada como a nova Secretária de Políticas para as Mulheres, a professora e ex vice-prefeita prefeita de São João dos Patos, Elizamar Lima Sá concedeu com exclusividade uma entrevista ao Blog do Leandro Noleto onde aborda temas da sua pasta que acabou de assumir, projetos e temas polêmicos como o seu retorno ao governo participativo. Confira na íntegra abaixo:


-LN: Olá Secretaria, antes de tudo parabéns pela indicação.

-Elizamar: Muito obrigada pela gentileza.

-LN: Quais as atribuições de uma secretaria da mulher dentro de um município como São João dos Patos?

-Elizamar: Dentre outros objetivos, propõe coordenar e acompanhar politicas públicas direcionadas ao gênero e desenvolver ações de prevenção e enfrentamento contra a mulher.

-LN:E quanto a estrutura para trabalhar nesta pasta, como está? Deve ter sede física, tem orçamento previsto para 2019?

-Elizamar: No tocante à estrutura física, por enquanto atendemos em um prédio localizado na Rua Jarbas Passarinho s/n. Bairro São Raimundo. Quanto ao orçamento, temos uma estimativa aprovada pela Câmara Municipal.

-LN: Recentemente muitas notícias de violência doméstica contra a figura da mulher tem aparecido cada vez mais na sociedade concomitantemente a isso a mulher tem ganho ferramentas para denunciar e fazer valer o seu direito nessa questão, como a Lei Maria da Penha. Como está a questão da proteção da mulher em São João dos Patos, você tem números dessas agressões, como está isso?

-Elizamar: Os dados de violência contra a mulher que foram registrados na Delegacia de Polícia, somente no ano de 2018, são alarmantes considerando a baixa população e a fama de povo ordeiro que nós patoenses temos. Segundo nos informou Dr. Osires, atual delegado da mulher neste município. Registro de inquéritos policiais DEM de 2018: 
Art. 129 (lesão) 26 caso;
Art. 147 (ameaça) 33 casos;
Art. 138, Art. 129 e Art. 140 (honra)02
Art. 129 e 147 (lesão/ameaça) 03;
Art. 163 (danos) 01.
Totalizando em 65 atendimentos.
Com base nos referentes dados entendemos a real necessidade de um trabalho preventivo através de palestras, rodas de conversas, seminários, assistência nas escolas e etc. promovidos por esta secretaria em parceria com as delegacias municipais, Ministério Público, Igrejas e as demais Secretarias Municipais. 
Enfim precisamos entender que estamos inseridos em um contexto 
de violências no qual podemos e devemos fazer alguma coisa para melhorar a qualidade de vida das pessoas e consequentemente das famílias.

-LN: Secretária, hoje em São João dos Patos, o que a mulher deve fazer, à quem ela deve procurar quando for agredida ou se sentir ameaçada por alguém e qual o papel da secretaria que você está à frente?

-Elizamar: Acredito que em primeiro lugar, precisamos definir com mais clareza o nosso território de atuação e as principais formas de atendimento. Precisamos mostrar que a secretaria da mulher está devidamente aparelhada para ir além da promoção de festividades e eventos fazendo valer a Lei Maria da Penha nos Momentos de necessidade. 

-LN: Secretária, a sua indicação junto a do secretário Wlisses 
causou surpresa em toda a cidade. Podemos dizer que a sua foi uma surpresa ainda maior pelo fato de você já ter assumido a pasta da educação no inicio do mandato de Gilvana e ter saído alegando incompatibilidade de ideias. O que lhe fez retornar para o mesmo governo do qual você saiu há praticamente dois anos?

-Elizamar: Sim eu concordo que foi uma surpresa para quase todos. Mas na verdade, nós não nos apartamos do atual governo enquanto estive fora da secretaria de Educação. Como você mencionou, foi apenas questão de divergência de ideias. O Momento e a situação agora é outra; São João dos Patos precisa da minha contribuição, do meu trabalho. É um fato. Estou aqui para ajudar, para somar com o governo de Gilvana. Precisamos fazer um bom trabalho em prol da mulher e consequentemente da família patoense. 

-LN: Pode-se dizer agora que os atritos do passado foram superado?

-Elizamar: Respondo a esta pergunta fazendo minhas as palavras de João Guimarães Rosa “O senhor mire e veja”.

-LN: Secretária não querendo nos alongar muito nesse fato superado, mas a sua saída do governo em 2017 foi a primeira grande baixa do governo atual, e de lá até hoje a prefeita foi alvo de muitas polemicas. Como você avalia o governo Gilvana de 2017 até agora?

-Elizamar: Reconheço que de certa forma o atual governo tem sido alvo de polêmicas, como reconheço também que não só neste município, mas as dificuldades públicas administrativas estão presentes na grande maioria dos municípios brasileiros.
Assim como reconheço também que a violência doméstica é alarmante em todo o território nacional e que eu quero me disponibilizar para conjuntamente com os demais membros do governo e toda a população patoense fazermos um bom trabalho no sentido de minimizar a violência doméstica e em especial contra a mulher e restabelecer a tão desejada paz familiar dentro do nosso município.

-LN: Para encerrar, qual a sua expectativa quanto a mais este desafio em sua vida e sua mensagem para as mulheres patoense?

-Elizamar: Quero dizer que amo minha querida São João dos Patos e tudo farei pela harmonia das famílias patoenses. Rogo a Deus fervorosamente que ele nos abençoe agora e sempre. 


Por:Leandro Noleto


Publicidade:




                                             VEM AIIIÍ... BALADA DAS FÉRIAS  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Homem é preso pela PRF na BR-230 com R$74 mil em dinheiro e cheques de origem não declarada

Um homem de 35 anos que estava na posse de R$ 74.250,00 sem origem declarada foi preso numa ação da Polícia Rodoviária Federal - PRF, Region...