Blog do Leandro Noleto

terça-feira, 22 de janeiro de 2019

"JOÃO LUCAS FOI NADA MAIS DO QUE VÍTIMA",AFIRMA SEU ADVOGADO EM NOTA ENVIADA COM EXCLUSIVIDADE AO BLOG DO LEANDRO NOLETO

Após a grande repercussão nas redes sociais e principais Blogs de São João dos Patos,o advogado do jovem patoense João Lucas,que chegou à ser preso ontem(24) dentro do Teresina Shopping acusado de comercialização de celulares roubados e espalhar notas de R$20,00 falsas. Na nota encaminhada com exclusividade ao Blog do Leandro Noleto, o advogado de João Lucas esclarece os fatos e reafirma que seu cliente foi vítima.Veja a íntegra da nota:




DIREITO DE RESPOSTA



Em virtude das diversas manifestações, especulações e inverdades que circularam na data de ontem na redes sociais, sobretudo nos grupos de WhatsApp, faz-se necessário alguns breves esclarecimentos.

Inicialmente, João Lucas foi nada mais do que uma vítima, uma vez que trabalha com a compra e venda de celulares, principalmente pela internet. Em uma dessas compras, acabou por adquirir um IPhone produto de roubo, fato totalmente desconhecido por Joao Lucas, que sempre compra e vende celulares de procedência e origem lícita.

No caso específico, um dos celulares por ele adquiro foi prontamente anunciado na OLX, o que atesta sua plena boa-fé, pois quem pretende vender produto sabidamente roubado não se utiliza de tal meio, que é público e cuja identificação do vendedor é facilmente conhecida.

Quanto a todos os outros aparelhos que estavam em sua posse, não há qualquer restrição quanto a sua origem, p que novamente atesta a legalidade e boa fé de sua conduta.

Assim, de forma injusta, acabou sendo responsabilizado por uma conduta que jamais cometeu, uma vez que, frise-se, trabalha apenas com produtos lícitos e de procedência.

Estamos diante de uma infelicidade que todos estamos sujeitos, uma vez que é comum comprarmos e vendermos produtos pela internet.

Em segundo lugar, no que diz respeito às notas falsas, Joao Lucas também não estava espalhando nem tampouco fazendo compra com tais notas, conforme divulgado.

Em verdade, não tinha conhecimento de que estavam em seu carro, pois o emprestou para um “amigo” e este foi o responsável por colocar as notas no porta luva do carro, sendo que tal “amigo” apenas  informou à João Lucas que havia deixado algum dinheiro no porta luva do carro, mas não informara que se tratavam de notas falsas.

A família e amigos lamentam profundamente a forma maldosa com que tais informações foram divulgadas, o que se deu de forma totalmente tendenciosa e com o cunho eminentemente difamatório, sem se preocupar em repassar informações que condizem com a verdade.

De toda sorte, na manhã de hoje (22/01/19) já conseguimos a liberdade de João Lucas, que responderá o processo em liberdade e prontamente irá provar em juízo a sua inocência!

Att,
Luiz Felipe Freitas, advogado.


Publicidade:




VEM AIIIÍ... BALADA DAS FÉRIAS



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Barão de Grajaú: Cidade obtém avaliação do portal de transparência nível "A"

  A Prefeitura Municipal de Barão de Grajaú se destacou e obteve avaliação do portal o índice de transparência A. A conclusão dos auditores ...