quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019

DE COMO O PREFEITO ZÉ HÉLIO ENTROU PEQUENO E SAIU GRANDE DO FURACÃO POLÍTICO QUE ASSOLOU A CIDADE NAS ÚLTIMAS SEMANAS



A cidade de Paraibano, apesar de pequena está sendo o foco de uma guerra política na última semana e tem sido notícia no estado todo e até em sites de renome nacional como o G1 da rede Globo.

Tudo começou quando vereadores deram entrada com pedido de bloqueio de bens e valores do irmão do prefeito Almiran por suspeitas de fraude em licitação. 

A notícia se espalhou e virou manchete em sites de todo o estado e nos principais blogues do estado e região, fato que desgastou bem o atual governo.

Após isso um vereador da oposição começou anunciar em suas redes sociais que a Sessão da Câmara da segunda-feira iria acontecer um fato político que poderia ser uma bomba ainda maior para o governo Zé Hélio.

A "bomba" era nada mais que um pedido de cassação e afastamento do mandato do prefeito assinado pelos vereadores da oposição liderados por João Marcelo. Até aí tudo certo, não fosse o fato de a sessão que iria ser apresentado o pedido não ter efeito legal por falta de quórum, ou seja, o mínimo necessário para valer.

Aquilo que era uma bomba virou um "traque" pois tinha tudo para desestabilizar o governo mas não deu certo.

Logo depois disso, Zé Hélio surpreende a todos com o anúncio de que a vereadora e enfermeira Lucimar Sá aceitou o convite e deve sera nova secretária de saúde e com sua saída quem assume a vaga é o atual secretário adjunto de obras Chiquinho Paraibano.

Chiquinho já chega na Casa para reforçar o time do prefeito e muda o jogo de poder, pois a maioria que era da oposição passa a ser da situação.

E assim termina pelo menos por enquanto o furacão político da cidade onde Zé Hélio entrou desgastado e saiu por cima.


Por:Leandro Noleto



Publicidade





Nenhum comentário:

Postar um comentário