domingo, 17 de março de 2019

REPORTAGEM ESPECIAL:CONHEÇA A HISTÓRIA E A OBRA DO PREMIADO ESCRITOR PATOENSE PEDRO LEAL

Nesse domingo o Blog do Leandro Noleto traz como parte de um projeto de valorização e exaltação dos talentos patoenses em diversas áreas a obra e a história do jovem escritor João Pedro Leal de Sousa, conhecido como Pedro Leal que é escritor, poeta, cronista, cordelista e ativista, filho dos lavradores, Terezinha de Jesus da Silva Leal e Aldimar Carlos de Sousa, nascido em 11 de novembro de 2001 em São João dos Patos . 

Pedro é autor de seis livros: Ser Poeta é Ser Condor-Poesias, Poemas e Cordéis; Depoimentos Crônicos; O Forte Impenetrável de Deus; O Últimos dos Róis; Macabros e Monarquia X República, todas lançadas neste ano de 2019

Foi consagrado em 2014 campeão municipal em Poema, seu maior legado foi a participação na Olimpíada Brasileira de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro 2016, onde foi o primeiro de seu município do interior do Maranhão à ser classificado para a etapa estadual da Olimpíada, onde concorreu com outros 9 mil textos do estado do Maranhão.

Foi semifinalista da competição, deixando para trás 50 mil textos, e representou o Estado do Maranhão na etapa Regional competindo com todos os estados do país, se consagrando com Prata, sendo o único Maranhense classificado para a final do concurso. Trouxe para seu estado, juntamente com seu professor Emmanuel Carvalho, as medalhas de Bronze e Prata na categoria Redação de Crônica.

É também autor de projetos e peças teatrais e várias poesias e poemas destinados aos casais, amor, fé e sua cidade. O jovem escritor escreve diferentes gêneros, familiarizado com contos, fantasias, poesias e romances. Atualmente é presidente de um movimento social apartidário e estudante, sendo religioso católico. O Jovem é um crítico e idealizador, e também ativista, monarquista e particularmente fã da épica saga Harry Potter. Suas leituras vão de Lispector, Drummond, Assis, Queiroz, Bandeira, Andrade, Assaré e Quintana. Tendo grandes influencias na sua escrita, sobre tudo dos poetas Mário Quintana, Virgulino Barbalho (seu conterrâneo) e Machado de Assis.


Por incrível que pareça, João Pedro Leal, tentou durante 4 anos ter apenas um de seus livros publicados, uma batalha arda contra o mercado e as condições financeiras que possui. Pois, a publicação de um livro, exige investimento do autor, as vezes muito além do que ele possa doar-se. 

A editora pela qual João Pedro escreve, a Clube de Autores, é especializada na auto-publicação de livros e trabalha com demandas, o que facilitou João Pedro a lançar seu primeiro livro. No entanto, ainda que publicado e já às vendas em livrarias pelo país e pela internet, sua cidade ainda o desconhece, pois ainda não ouve seu lançamento oficial, e é um novo desafio para o escritor, que agora dependerá de patrocínios para um pequeno evento de lançamento de seu livro. É neste evento que o sonho do jovem autor será ainda mais concretizado. 


Por:Leandro Noleto



Publicidade:



Nenhum comentário:

Postar um comentário