domingo, 11 de agosto de 2019

CANTOR PAULINHO PAIXÃO É PRESO EM BACABAL ACUSADO DE BATER NA SUA MULHER


A Polícia Militar de Bacabal, interior do Estado do Maranhão, prendeu o cantor Paulynho Paixão, na madrugada deste domingo (11). Ele é suspeito de ter agredido a esposa a chutes. A vítima pediu socorro na delegacia, com um corte na cabeça.
"Por volta das 4h da madrugada, alguns policiais militares estavam levando um preso para a delegacia e ao chegarem lá, uma senhora entrou pedindo socorro, porque estava sendo agredida pelo companheiro", relata o sargento Moraes, do Copom da cidade.
Francisco de Paula Moura, que é o verdadeiro nome de Paulynho, havia feito um show  em Bacabau. Depois, ele sua esposa se hospedaram em um hotel nas proximidades da delegacia, por isso a vítima conseguiu ir a pé até a polícia.
"Ela chegou com um corte na cabeça que sangrava muito e falou que estava sendo agredida pelo marido. Fomos até o hotel, encontramos o autor e o conduzimos até a delegacia para prestar depoimento", explica o tenente Marcones Matos, que participou da ação.
Segundo o tenente, Paulynho estava tranquilo e não aparentava sinais de embriaguez. "A versão dele é que houve uma discussão entre ele e a mulher, por motivos de ciúmes, e ela caiu e bateu a cabeça", diz o tenente.
Já a versão da vítima é a de que as agressões são frequentes. "Ela disse que ele a bate há muito tempo e que já não aguentava mais", completa o tenente.
A vítima foi encaminhada para o hospital local para tratar do ferimento na cabeça. O cantor prestou depoimento e ficou preso. 
"Ele foi autuado em flagrante e deve responder de acordo com a Lei Maria da Penha", diz o policial.
Caso anterior
Em maio de 2011, o cantor foi preso por agressão à namorada, uma adolescente de 16 anos. A garota foi encontrada dentro de um carro com marcas de sangue, numa estrada viscinal que dá acesso à avenida dos Ipês, na Vila Mandacaru, bairro São João, zona Leste de Teresina, por volta das 6h30. 
Ela estava só de camisola deitada no banco do carro gemendo. Os policiais constataram sinais de agressão e conduziram a adolescente para o Hospital de Urgências de Teresina. 
Ela não prestou queixa contra o cantor, por isso, dias depois ele foi liberado. Em depoimento, a vítima disse que se feriu por conta de uma discussão que eles tiveram e depois o cantor freou bruscamente. Os dois estavam sem cinto de segurança e ela bateu com o rosto no vidro, gerando a lesão.
Em depoimento Paulynho Paixão confirmou a versão da vítima, e disse que ela teria recebido uma ligação e ele freou o carro de uma vez e os dois sem cinto, ela bateu o rosto no vidro do carro. 
Em julho, outro caso de suposta agressão do cantor veio à tona. 



Publicidade:











Nenhum comentário:

Postar um comentário