domingo, 10 de novembro de 2019

SUPOSTA PESQUISA ELEITORAL QUE CIRCULA EM PARAIBANO NÃO TEM REGISTRO NO TSE

 Resultado de imagem para pesquisa eleitoral falsa

Na tarde deste domingo, dia 10, uma suposta pesquisa eleitoral sobre a corrida para a prefeitura de Paraibano começou circular nos principais grupos de WhatsApp da cidade e região.




Segundo a suposta pesquisa, o levantamento foi feito por um instituto chamado IPO, com sede na capital gaúcha Porto Alegre

Em uma simples pesquisa no site do TSE, consta que não somente esta mas nenhuma pesquisa foi registrada na cidade de Paraibano no ano de 2019, comprovando que se trata de uma pesquisa falsa e que não deveria estar sendo divulgada.




O QUE O TSE FALA SOBRE O ASSUNTO?

Penalidades

A divulgação de pesquisa fraudulenta constitui crime, punível com detenção de seis meses a um ano e multa no valor de R$ 53.205,00 a R$ 106.410,00.

O não cumprimento do disposto no artigo 34 da Lei nº 9.504/1997 ou a prática de qualquer ato que vise retardar, impedir ou dificultar a ação fiscalizadora dos partidos políticos constitui crime, punível com detenção de seis meses a um ano, com a alternativa de prestação de serviços à comunidade pelo mesmo prazo, e multa no valor de R$ 10.641,00 a R$ 21.282,00.

O MP Eleitoral ressalta que “a divulgação da pesquisa sem número de registro, por meio do aplicativo WhatsApp possui potencial de atingir número expressivo de pessoas, pois tal divulgação transborda o limite do diálogo privado, provocando desequilíbrio repreensível”.

Em Paraibano, nenhuma pesquisa de intenções de voto foi registada no ano de 2019, conforme busca realizada no sistema Pesqele do TSE.

Pesquisa de consumo interno são permitidas, porém, não podem ser divulgadas números, pois a grande maioria não são registradas.

Por Leandro Noleto /Reais Notícias

Publicidade:





Nenhuma descrição de foto disponível.



Nenhum comentário:

Postar um comentário