terça-feira, 14 de janeiro de 2020

BARÃO DE GRAJAÚ: EX-PREFEITO RAIMUNDO SILVA É CONDENADO A DEVOLVER DINHEIRO DESVIADO DE RECURSOS FEDERAIS

Ex-prefeito Raimundo Silva, depois de ser condenado a devolver dinheiro público, quer emplacar a sua esposa  Claudimê  Lima na prefeitura de Barão do Grajaú

O Núcleo de Inteligência SJNOTÍCIASMA, recebeu denúncias veladas dando conta que a Justiça Federal determinou a penhora dos bens do ex-prefeito de Barão do Grajaú, Raimundo Nonato e Silva, com fins de ressarcimento aos cofres públicos no valor de 300,00 mil reais desviados de verbas federais durante a sua gestão como prefeito daquela cidade.

Raimundo Silva responde a outros processos criminais e cíveis, por improbidade administrativa decorrentes de atos de corrupção, desvios de recursos federais, dentre outros crimes praticados na sua administração.

Nesta última condenação o ex-prefeito de Barão do Grajaú, respondia ao processo Nº 0000496-06.2006.4.O1.3702, que tramitava na  Justiça Federal, na subseção judiciária da cidade de Caxias-MA.

A fonte nos informou que face a essa condenação e por conta de outros  processos cíveis e criminais, decorrentes de desvio de verbas federais que vinham para o município, Raimundo Silva está impedido de concorrer as eleições municipais deste ano.
                                                                 

Devido a condenação a devolver verbas federais aos cofres públicos, Raimundo Silva quer emplacar a sua esposa Claudimê  Lima, na prefeitura de Barão de Grajaú, para continuar mandando na cidade e fazendo as mesmas falcatruas que ele fazia como prefeito daquele município. Disse a fonte, 

Raimundo Silva cometeu muitos desmandos em seu mandato como prefeito da cidade e agora irá começar a pagar caro, por todos os males que causou a população de Barão do Grajaú, que e até hoje sofre as consequências pelo estrago que ele fez na administração público quando foi prefeito da cidade. Conclui!

                                                                           

Fonte SJNoticias

Publicidade:
 

Um comentário: