Blog do Leandro Noleto

domingo, 18 de outubro de 2020

EXCLUSIVO: EM ENTREVISTA AO BLOG, EMPRESÁRIO PATOENSE RADICADO EM SÃO PAULO DJANDSON SÁ FALA SOBRE ELEIÇÕES MUNICIPAIS, SEU POSICIONAMENTO POLÍTICO E O FUTURO DE SÃO JOÃO DOS PATOS



Eu sou a favor da renovação, da mudança. A nossa cidade é governada desde 2005 pelo mesmo grupo político. Eu me oponho totalmente a essa forma de fazer política...


Nosso blog conversou, através de uma entrevista, com o empresário patoense radicado no Estado de São Paulo: Djandson Sá.

Filho do empresário e pecuarista de São João dos Patos Djalma Sá, Djandson é empresário do ramo de confecção e varejo na capital paulista e região metropolitana. Em São João dos Patos, apesar de seu pai ser ligado politicamente ao grupo da atual prefeita, onde tem sua madrasta como secretária de educação, o mesmo se diz contrário não só ao atual grupo político, mas ao modelo político que predomina em São João dos Patos desde 2005. No bate papo, ele aborda os motivos que o fizeram ser contra e sua posição política nas eleições municipais de 2020.

-Leandro Noleto: Olá Djandson! É um prazer lhe entrevistar e peço, antes de tudo, que se apresente aos patoenses, leitores do nosso Blog.

-Djandson: Olá Leandro. Em primeiro lugar, a satisfação é minha em conversar com você e poder, de alguma forma, mostrar à população de São João dos Patos o que eu penso a respeito da política de nossa cidade, através deste meio de comunicação o qual sou leitor assíduo.

Leandro, eu sou patoense de nascimento e, acima de tudo, sou patriota de coração. Sou filho de Djalma Sá, mais conhecido na cidade como D SÁ MODAS. Desde pequeno aprendi com meu pai que a única maneira de conseguir conquistar alguma coisa na vida era com o trabalho. Por isso, eu acredito na meritocracia. Cresci e decidi sair de São João dos Patos há mais de 10 anos para tentar a vida em Teresina e, posteriormente em São Paulo. Desde criança sempre sonhei em empreender, já tive vários negócios, alguns fracassaram. Tive perseverança e nunca pensei em desistir. Sem preguiça, com muito trabalho e ajuda da minha família, venho a cada dia conquistando meus objetivos.


-Leandro Noleto: Djandson, você tem interesse em participar da vida política de alguma forma? Você tem algum interesse em se candidatar a algum cargo em São João dos Patos? 


-Djandson: Leandro, não tenho nenhuma pretensão, nem muito menos talento para assumir cargo público. Agora, não serei mais omisso e hoje, me envolvo pela mudança de pensamento. Eu não preciso agradar e nem preciso de aprovação de ninguém, meu posicionamento é livre e eu defendo aquilo que acredito. Hoje em dia, empresários fazem o seu ativismo político de forma inteligente. Eu não chamo isso de ativismo político, mas de uma vontade de contribuir de alguma forma ao nosso país e, no meu caso, à população patoense. 


-Leandro Noleto: qual a sua opinião a respeito da atual prefeita e do seu grupo político que comanda o município atualmente?


-Djandson: O modelo político que hoje se perpetua em São João dos Patos soa no mínimo antidemocrático, apesar de eleitos democraticamente. Eu sou a favor da renovação, da mudança. A nossa cidade é governada desde 2005 pelo mesmo grupo político. Eu me oponho totalmente a essa forma de fazer política. E isso não significa que sou inimigo deste grupo, mas simplesmente entendo que precisamos dar oportunidade para uma nova gestão. Que isso fique de alerta: uma cidade como a nossa só trilha um caminho de sucesso através da geração de empregos, vindo da inciativa privada. Isso é o que sustenta qualquer economia, seja de uma pequena cidade ou de um país inteiro. E qualquer candidato que não tiver esse pensamento será sempre mais do mesmo. É obvio que cuidar da saúde, educação, saneamento e segurança faz parte do pacote mínimo de uma boa gestão. Mas a prosperidade de uma cidade não se resume ao mínimo e, as pessoas precisam de renda e, a renda vem da geração de emprego.

  

-Leandro : Djandson, você é contra o atual gestão, mas tem na sua família pessoas que ocupam cargos. Sua madrasta tem uma ligação direta e é secretaria de educação. Como ficou esta relação? 


-Djandson: Leandro, tudo que nós almejamos na vida é a liberdade. Minha madrasta foi escolhida pelo seu know- hall na administração pública, pela sua competência e comprometimento. Tanto é que se manteve no cargo de secretária de educação durante toda a gestão. É normal e democrático esta divergência de opinião com relação à política, afinal, jamais haverá unanimidade em torno de causa alguma.


-Leandro: Qual a mudança que você espera para a próxima gestão caso a oposição ganhe as eleições?

-Djandson:Leandro, eu acredito na prosperidade do ser humano vinda somente pelo trabalho. Nossa cidade tem um potencial de geração de emprego pouquíssimo explorado. Por exemplo, somos cortados por uma das principais rodovias do país e, ao longo da história de nossa cidade tivemos várias indústrias, essas desativadas ao longo do tempo. Ou seja, vivemos totalmente dependente de recursos públicos. Como já falei anteriormente, eu não acredito que nenhum lugar prospere desta forma, será sempre uma manutenção da miséria. Espero que a próxima administração concentre um nível de esforço em angariar empresas, especialmente indústrias que ajudem na geração de empregos. Só assim aumentaremos a renda média da população e, consequentemente, melhoraremos a qualidade de vida de todos. O meu ramo é o que mais emprega no mundo. Espero ver o quanto antes uma fábrica da indústria têxtil em São João dos Patos. E, sem dúvida, sou um potencial investidor. Eu só acredito que isso possa acontecer se houver alternância de gestão na cidade. A atual gestão já está há anos no poder e nunca houve evolução neste sentido.


-Leandro Noleto: Djandson já que você é oposição ao atual governo, qual seu posicionamento em relação ao Dr. Alexandre?

-Djandson: Leandro, não conheço o Dr. Alexandre pessoalmente. O que eu sei sobre ele é que é um homem de palavra, religioso, conservador e apoiador do Bolsonaro... já gostei..... rsrrsrsrrsr!!!!!!!

Minha relação com o grupo 14 é com o Márcio. Além disso, tenho um primo Joatan Oliveira que também apoia o grupo e conhece o candidato. Com isso, foi surgindo o alinhamento de ideias. Espero encontrá-lo em breve para dar os parabéns pela vitória e desejar boa sorte na administração de nossa querida cidade. 


Leandro Noleto: Djandson mas já que você não pretende participar da eleição. Qual a sua contribuição para a sua terra natal e para o seu desenvolvimento que você pensa em fazer?


- Djandson : Eu tenho alguns projetos em longo e curto prazo para nossa cidade. Como já te falei, fui criado e estimulado a trabalhar desde cedo. O cidadão precisa ter uma profissão. Na área social, já me dispus a ajudar na criação de uma escola de costura, inclusive doando o maquinário necessário. Esse projeto já existe em várias cidades do Brasil e dá certo !! Em curto prazo forma profissionais. A atual gestão não mostrou interesse. Continuo à disposição para pô-lo em prática. Nossa cidade tem vocação para o bordado e costura, ou seja, sou um potencial empreendedor neste ramo. Vou procurar o futuro prefeito e, quem sabe, teremos uma indústria de moda na cidade. Assim, geraremos inúmeros empregos. Esse empreendimento tem tudo para dar certo !!!!

Publicidade:

                               COMPUTEX INFORMÁTICA    

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Homem é preso pela PRF na BR-230 com R$74 mil em dinheiro e cheques de origem não declarada

Um homem de 35 anos que estava na posse de R$ 74.250,00 sem origem declarada foi preso numa ação da Polícia Rodoviária Federal - PRF, Region...