Blog do Leandro Noleto

terça-feira, 22 de fevereiro de 2022

Moradores denunciam que rios e riachos de Mirador estejam contaminados com veneno



Os moradores da comunidade de Papagaio, situada na cidade de Mirador, a 499 km de São Luís, denunciam a presença de veneno nos rios e riachos da comunidade que faz parte de uma das oito desta área do Parque Estadual do Mirador, considerada a maior do Maranhão com mais de 760 hectares. Há quase uma semana relatos de contaminação pela água tem se espalhado na internet. A área recentemente foi atingida pelas enchentes do início do ano e ainda tem comunidade isolada. Na semana passada, o nível do Rio Itapecuru voltou a subir ameaçando centenas de famílias. 

Desde então, a água que sai do local e abastece as comunidades têm causado problemas, pois há suspeita que esse veneno seja de agrotóxicos que estariam sendo lançados na região por produtores agrícolas, causando problemas de saúde das pessoas da localidade. A Defensoria Pública e a Federação dos Trabalhadores Rurais do Maranhão (Fetaema) estão acompanhando o caso. 

O advogado da Fetaema, Diogo Cabral, diz que a área do Parque Estadual do Mirador é cercada do plantio de soja e de milho e que a denúncia de aplicação de produtos químicos deve ser investigada. Ele disse ainda que o órgão vai solicitar uma perícia da análise da água. “É fundamental que o estado do Maranhão, através da Sema e através da Polícia Civil, investigue essa contaminação massiva. É uma contaminação que atinge, pelo menos, oito comunidades e 250 famílias de trabalhadores e trabalhadoras rurais que vivem há décadas no interior do Parque Estadual do Mirador”, disse Diogo Cabral. O defensor público do Estado, Jean Nunes, revelou que a Secretaria de Estado da Saúde para que seu órgão de vigilância sanitária apure os fatos, colete as informações e adote as providências médicas sobre o caso. 

"A Defensoria Pública do Estado expediu ofício a Secretaria de Estado da Saúde para que seu órgão de vigilância sanitária apure os fatos, colete as informações e adote as providências médicas mais urgentes assim como o próprio Município de Mirador para que ofereça, oferte ajuda comunitária aquelas comunidades e adote as providências médicas indispensáveis. Sem prejuízo disso, a Defensoria também enviou ofício a Secretaria de Estado do Meio Ambiente para que sejam levantados os dados quanto a balneabilidade dessas águas que, pelo menos do ponto de vista visual, parecem muito impróprias para o consumo humano de todas as suas formas, inclusive para banho”, contou o defensor Jean Nunes. Por meio de nota, a Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema) informou que já tomou conhecimento sobre o problema e que já incluiu todos os povoados na rota de fiscalização da Sema e disse também que está em contato com as Secretarias Municipais de Saúde e de Assistência Social de Mirador que devem prestar assistência a essas famílias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Em Brasília, vereador Jesse James de Guadalupe e Flávio BGN se reúnem com o senador Weverton para tratar do asfaltamento da estrada que liga Guadalupe a Dois Irmãos

  O Presidente da Câmara de Guadalupe Jesse James e o vereador de São João dos Patos Flávio BGN estiveram em reunião com o senador maranhens...